Conecte-se conosco

Polícia

Novos helicópteros reforçarão trabalho da polícia do Paraná

Alô Paraná

Publicado:

em

O Governo do Estado confirmou nesta quarta-feira (10) um reforço em equipamentos de segurança para as polícias do Paraná. Na solenidade em que entregou mais 102 novas viaturas para as polícias Militar e Civil, o governador Carlos Massa Ratinho Junior também anunciou a autorização para que a Secretaria da Segurança Pública inicie o processo de licitação de cinco helicópteros. As novas aeronaves, do modelo Police, serão usadas em operações policiais e aumentarão de quatro para nove a frota aérea da PM.

“É o projeto do Governo do Estado de recuperação da frota da segurança”, afirmou o governador na solenidade, realizada na Academia Policial Militar do Guatupê, em São José dos Pinhais. “É um pequeno início daquilo que vamos investir nas Polícias Civil e Militar. Com o planejamento da Secretaria de Segurança estamos conseguindo fazer com que os investimentos se tornem realidade”, destacou o governador.

De acordo com o plano inicial, as novas aeronaves serão espalhadas pelo Paraná, nas cidades de Curitiba, Ponta Grossa, Londrina e Maringá. O outro helicóptero deve ser deslocado para a região da fronteira, entre Cascavel e Foz do Iguaçu. “Esses helicópteros darão apoio aos policiais na hora da ronda. É um compromisso nosso de fazer uma segurança cada vez melhor”, afirmou Ratinho Junior.

FORTALECIMENTO – Já as 102 novas viaturas são do modelo trailblazer. São 72 unidades para a Polícia Militar e 30 para a Polícia Civil. Os veículos da Polícia Militar, por sua vez, serão destinados ao fortalecimento das ações ostensivas, principalmente às equipes policiais da Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam), das unidades operacionais e também da Companhia de Operações com Cães do Batalhão de Operações Especiais (Bope).

No caso da Polícia Civil, são 17 viaturas modelo caracterizadas e outras 13 descaracterizadas. O destino será definido conforme a necessidade. “Essas viaturas vêm em boa hora, é um grande apoio que as nossas forças de segurança estão recebendo”, ressaltou o coronel Romulo Marinho Soares, secretário da Segurança Pública.

Marinho destacou que nos próximos dias tanto a frota da PM quanto da Polícia Civil serão reforçadas com mais de 3 mil veículos que estavam parados em oficinas, aguardando concerto. “É um avanço significativo para a Polícia Civil, só melhora a qualidade do atendimento para a população”, acrescentou Silvio Rockembach, Delegado Geral da Polícia Civil. “O fundamental é uma comunidade bem servida, porque além do policial bem treinado, teremos viaturas e equipamentos que potencializam o serviço de segurança”, disse o coronel Péricles de Matos, comandante-geral da Polícia Militar.

BONS NÚMEROS – O governador Ratinho Junior ressaltou também os bons números apresentados pelas equipes de segurança do Estado nos primeiros meses deste ano. As ações promovidas pela Polícia Civil do Paraná fizeram o número de prisões aumentar 334% (de 157 para 682) no primeiro quadrimestre de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública, houve um aumento de 140% (27 para 65) no volume de operações no combate à criminalidade.

As ações integradas, envolvendo a Polícia Militar e a Polícia Civil, também têm dado resultado. Os dados apontam redução no índice de homicídios dolosos, que caiu 32% no Paraná no primeiro quadrimestre. O número de latrocínios (roubo seguido de morte) caiu 46% durante o quadrimestre, marcando uma das principais reduções do país.

O índice de roubo também teve queda no período (19%), assim como o roubo de veículos, que baixou em 31,4%. “É a estratégia em conjunto para levar segurança as famílias do nosso Paraná”, afirmou o governador. “Temos mais policiais na rua e por consequência estamos prendendo mais”, disse o coronel Marinho.

PRESENÇAS – Participaram da cerimônia de entrega das novas viaturas o chefe da Casa Civil, Guto Silva; o Chefe do Estado-Maior da PM, coronel Antônio Carlos de Morais, e os deputados estaduais Tiago Amaral, Soldado Adriano, Cobra Repórter, Artagão Junior, Alexandre Amaro, Estacho e Soldado Fruet.

Polícia

Polícia resgata cinco ouriços da espécie hedgehog em Curitiba

Alô Paraná

Publicados

em


A Polícia Civil resgatou cinco animais da espécie ouriço pigmeu africano, também chamado de hedgehog, no último sábado (7), na Cidade Industrial de Curitiba, no Paraná. Os animais foram anunciados para venda em uma página da internet.

O responsável pelos animais, um jovem de 20 anos, foi autuado pelo crime ambiental de apanhar espécies da fauna, uma vez que não tinha autorização, nem registro ambiental para posse e comercialização de pequenos animais silvestres.

Após assinar termo circunstanciado, o conduzido foi liberado e responderá em liberdade. Os animais foram encaminhado para o Centro de Apoio à Fauna Silvestre da Prefeitura de Curitiba, onde serão tratados. O acusado não apresentava antecedentes criminais e poderá cumprir pena de até um ano de prisão mais pagamento de multa.

Continue lendo

Polícia

Ação da PF no Paraná prende 3 por exploração de pornografia infantil na internet

Alô Paraná

Publicados

em


A Polícia Federal (PF) no Paraná deflagrou nesta quinta-feira, 5, a Operação Olho da Rede para cumprir dez mandados de busca e apreensão contra investigados por exploração infantil na internet. Os agentes vasculham endereços de Curitiba (4), Quatro Barras (1), Morretes (1), Matinhos (1), Apucarana (1) e Rolândia (2).

A PF informou que esta é uma “operação complexa”. Uma primeira etapa foi desencadeada no dia 25 de novembro, quando sete mandados de buscas e um de prisão preventiva foram executados – dos sete mandados, dois foram cumpridos em Curitiba e os outros em São José dos Pinhais (1), Campina Grande do Sul (1), Foz do Iguaçu (2) e Ponta Grossa (1).

A operação foi autorizada pela Justiça Federal em Curitiba, Londrina, Paranaguá e Foz do Iguaçu. O objetivo é “identificar materiais relacionados a posse, compartilhamento e produção de imagens de pornografia infantil com foco no Paraná”.

Durante o cumprimento das medidas nesta quinta-feira, foram realizadas três prisões em flagrante por posse de pornografia infantil, sendo duas em Curitiba e uma em Quatro Barras. Desde o dia 25 de novembro, houve mais dois flagrantes: um em Ponta Grossa e um em Curitiba.

A PF prendeu um outro investigado, de São José dos Pinhais, por força de mandado de prisão preventiva. Este suspeito já havia sido preso em flagrante em duas oportunidades anteriores por delitos dessa natureza.

Penas
A pena para o armazenamento de pornografia infantil é de 2 a 4 anos de reclusão; para o compartilhamento, de 3 a 6 anos de reclusão; e para a produção das imagens, de 4 a 8 anos de reclusão. Para o crime de estupro de vulnerável a, pena é de 8 a 15 anos de reclusão.

De acordo com a PF, “em todos os casos as investigações seguem em andamento, em busca da identificação de outras pessoas envolvidas na rede de crimes, como os abusadores e produtores de imagens, mas principalmente das vítimas a serem resgatadas”.

Continue lendo

Polícia

Professora é morta a facadas ao deixar filho na escola em Ponta Grossa

Alô Paraná

Publicados

em


Uma professora, de 42 anos, foi morta a facadas no início da tarde desta quarta-feira (4), ao deixar o filho na escola, na Avenida Anita Garibaldi, no bairro Órfãs, em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná. Luciane Ávila trabalhava na mesma instituição de ensino onde a criança estuda. O marido é o principal suspeito.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a professora recebeu diversos golpes de faca na região do tórax e nas pernas. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu dentro da ambulância do Siate.

Segundo a Polícia Civil, Luciane e o marido estavam em processo de separação e ele não aceitava o fim do relacionamento. Já havia um boletim de ocorrência contra o suspeito por perturbação de tranquilidade.

O homem fugiu do local em uma motocicleta e até o fechamento desta matéria não havia sido localizado.

Um jovem, de 28 anos, tentou ajudar a professora e acabou sendo ferido por um golpe de faca. Ele foi socorrido e não corre risco.

Continue lendo

EM ALTA