Conecte-se conosco

Ponta Grossa

Mulher é ‘engolida’ por cratera no Jardim Esplanada em Ponta Grossa

Alô Paraná

Publicado:

em

Uma mulher foi “engolida” por uma cratera após uma calçada ceder na manhã desta sexta-feira (31), no Jardim Esplanada, em Ponta Grossa (PR). Por sorte, a vítima não se feriu gravemente.

Imagens de uma câmera de segurança flagraram o momento em que ela caminhava pela calçada na rua João Kubinski, quando uma cratera se abre. Populares que passavam pelo local correram para ajudar a vítima

Assista:

Apesar do susto, a mulher não ficou ferida e não precisou de socorro médico.

Moradores da região alegam que esse é o terceiro caso de crateras que se abrem nessa mesma rua. Em 2017, uma mulher já havia caído em outro buraco e um carro também se envolveu em um acidente semelhante. 

Ponta Grossa

Vândalos incendeiam ponto de reciclagem na 31 de Março, Ponta Grossa

Alô Paraná

Publicados

em


Um dos Pontos de Entrega Voluntária (PEV) de recicláveis foi vandalizado no último domingo (9), em Ponta Grossa (PR). A estrutura instalada na região da 31 de Março, foi incendiada por vândalos e necessitará de reparos.

De acordo com a Prefeitura, todo o material coletado nos PEVs é destinado às associações de recicladores do município, que hoje são fonte de renda para cerca de 100 famílias. 

O secretário de Meio Ambiente, Paulo Barros, lamentou o ocorrido e relatou que nos últimos anos, a pasta tem trabalhado para ampliar o acesso de toda população ao sistema de coleta seletiva. “Os PEVs nos mercados visam facilitar a vida do cidadão que pode aproveitar o momento de realizar as compras para descartar corretamente os recicláveis separados em casa, fazendo a sua parte pelo meio ambiente. São mais de 150 pontos espalhados em diferentes partes da cidade e ficaremos com um a menos até que seja realizado o restauro nessa estrutura vandalizada”, relatou Barros.

Segundo o secretário, o ato de vandalismo prejudica a população que usa da estrutura e também a geração de renda de quem depende desses materiais. “Quem pratica o vandalismo, pratica um ato contra a sociedade. A ação de colocar fogo em um Ponto de Entrega Voluntária indica que algumas pessoas precisam muito mais de que uma aula de educação ambiental, precisam de aulas”, aponta Barros.

Continue lendo

Ponta Grossa

CEMEI do Núcleo Pitangui cria o projeto ‘Amor no Cabide’ e oferece roupas para a comunidade em Ponta Grossa

Alô Paraná

Publicados

em


Os alunos do Centro Municipal de Educação Infantil (CEMEI) Elisiane do Rocio Hilgemberg Manys, no Núcleo Pitangui, em Ponta Grossa (PR), estão realizando uma ação pedagógica, onde as professoras uniram ciência, literatura e solidariedade. A ideia se chama “Amor no Cabide” e já arrecadou mais de 200 peças.


Durante as aulas, os alunos estudaram as estações do ano, ouviram e contaram histórias sobre o frio e entenderam a questão social envolvida: nem todos possuem roupas para se aquecer. A partir do trabalho sobre as dificuldades de quem não tem roupas para se aquecer no inverno, as famílias foram incentivadas a arrecadar doações e responderam prontamente. Agora, em frente ao CMEI, uma arara de roupas para doação está disponível para quem precisa. “Nós temos muitos familiares de alunos que têm dificuldades, então aqueles que precisam podem levar aquilo que não possuem para o inverno”, conta a diretora Andressa Carina de Souza.

Foto: Prefeitura de Ponta Grossa / Divulgação


Precilla Schemin, coordenadora pedagógica do CMEI, relata que a contação de histórias foi um canal para envolver as crianças. “Mostramos como o frio é importante para a natureza, mas traz coisas tristes para quem não tem roupas, para quem passa frio na rua. Lembrando sempre que o frio faz parte de um ciclo, que tem a beleza do inverno, mas que tem também quem não pode se proteger e pode ficar doente. Com este trabalho, os alunos levam as informações para casa e mobilizam toda uma sociedade. Os pais de alunos que não possuem condições virão para buscar ajuda no projeto. Então, os alunos vão ajudar não somente a comunidade de fora, mas os próprios amigos aqui dentro”, acredita a pedagoga.


Joana Soares Pires da Rosa, mãe de Luana e Bryan, participou da ação. Ela conta que a filha chegou animada para dar sua contribuição. “Ela já chegou dizendo, ‘mãe, vamos separar as roupas que não servem mais para as outras crianças que não têm’. Porque a gente sabe que tem muita criança que passa frio, e tem também os adultos. E explicamos para ela que isso acontece. Ela está sempre querendo ajudar”, conta Joana.
 
A ação deve continuar até o fim do montante arrecadado. O próximo passo será levar doações de luvas, gorros, material de higiene e outros produtos para as senhoras do Lar da Vovozinhas, em Ponta Grossa.

Continue lendo

Ponta Grossa

Ambulantes têm até hoje para se inscrever no curso de qualificação profissional em Ponta Grossa

Alô Paraná

Publicados

em


Foto: Prefeitura de Ponta Grossa / Divulgação

Estão abertas até essa segunda-feira (6), as inscrições para o primeiro curso de qualificação profissional do programa “Ambulante Legal”, disponibilizado pela Prefeitura de Ponta Grossa (PR). Ao todo, estão disponíveis 70 vagas para o curso de Finanças, que inicia ainda na segunda-feira, no período noturno.

De acordo com a diretora de Qualificação Profissional da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, Kelyn Kris Gonçalves, os ambulantes cadastrados no programa e que possuem interesse em participar do curso têm até às 15h de hoje para realizar a inscrição, diretamente na sala de Qualificação Profissional, no quarto andar da Prefeitura Municipal.

O recomendado é que cada ambulante realize no mínimo três cursos que serão ofertados para o recebimento dos benefícios do projeto ‘Ambulante Legal’, como os kits de identificação, composto por crachá, camiseta e colete, De acordo com o prefeito Marcelo Rangel, durante o lançamento do projeto em abril, serão disponibilizadas ainda, inicialmente, 80 barracas para os ambulantes que mais carecem no momento, para a continuidade dos trabalhos já realizados, além da distribuição dos 500 kits de padronização para que a população reconheça que os ambulantes estão organizados e legais.

Ao todo, 523 ambulantes e 152 ajudantes se cadastraram como ambulantes durante todo o mês de fevereiro, período disponibilizado pela Prefeitura Municipal para cadastramento. Destes, 442 participam do programa ‘Ambulante Legal’ e receberão qualificação profissional através de conscientização e cursos.

Continue lendo

EM ALTA