Conecte-se conosco

Brasil

Mega-Sena: brasileiros contam com a sorte para ganhar R$ 170 milhões

Alô Paraná

Publicado:

em

Milhões de brasileiros sonham, neste momento, acertar os seis números da Mega-Sena, acumulada em R$ 170 milhões. O sorteio – deste que é o 3º maior prêmio da história das loterias da Caixa, entre os concursos regulares – será às 20h no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê (SP).

Ganhadora de três prêmios nas duas últimas semanas, a servidora pública Luciana Sousa, 32, é, pela própria história, uma forte candidata a ser a sortuda da vez. “Ganhei R$ 950 acertando a quina da Timemania; R$ 866 com a quadra da Mega Sena; e R$150 acertando o terno da Quina. Tenho investido pesado nesses jogos. Já tá até virando profissão”, disse ela, em uma fila de loteria com cerca de 40 pessoas, na região central de Brasília.

Perguntada sobre o que faria com os R$ 170 milhões, ela não titubeia: “Ia para Paris apenas para pensar o que fazer com o dinheiro. Antes disso, daria uma ajuda à minha família”, disse. “E nunca mais pegaria uma fila dessas”, acrescentou, referindo-se à fila da lotérica.

Luciana diz gostar muito do emprego que tem, mas o largaria de imediato. “Até daria de presente ao meu chefe uma viagem. Depois é bye bye”, brincou. Ela também compraria uma fazenda no Pantanal. “Meu marido é de lá. Infelizmente nunca pude conhecer a região”.

A supervisora de loja Aline Almeida, 27, nem se despediria do chefe. “Não gosto do meu trabalho. Eu desapareceria sem dizer tchau”, disse ela. Aline tem muitos planos para os R$ 170 milhões do prêmio. “Depois de ajudar minha família eu montaria um projeto para tirar animais das ruas. Isso faria com que a minha sorte se multiplicasse por aí”, disse Aline, que tem 10 animais em casa, entre gatos e cachorros.

Como é autônomo, Abraão Ribeiro de Souza, 59, não teria um chefe para se despedir. “Eu iria para um lugar distante para pensar o que fazer, mas certamente continuaria convivendo com meus amigos e vizinhos. Apenas me mudaria para uma casa melhor”, disse o pintor, que já acertou uma quadra na Mega Sena. “Fiquei triste porque o prêmio foi muito baixo na época”.

As lotéricas de São Paulo também estavam mais cheias por conta do prêmio acumulado. Em uma delas, localizada no bairro de Tatuapé, a assistente de secretária Simone Bispo dos Santos disse ser a terceira vez que aposta na mega Sena.

“Na primeira vez que joguei, ganhei R$ 1 no bolão. Então pensei: vou tentar de novo, já que está acumulado”. E diz estar cheia de planos para a vida de milionária. “Quero comprar uma casa, um carro, ajudar minha família e doar pelo menos R$ 1 milhão a uma organização não governamental”.

Quando acumulados, os prêmios tornam as filas das lotéricas maiores. “Só aposto quando o prêmio acumula”, justifica o corretor de imóveis Edson Curi.

“Também só aposto quando acumula, mas não faço ideia o que farei com essa grana toda”, disse a promotora de vendas Rose do Nascimento. Amiga dela, a técnica em eletrônica Lurdes Granja é outra que só aposta quando acumula. “Quero ajudar toda a minha família e depois curtir a grana”.

Brasil

Já estão em vigor as novas regras do frete mínimo para caminhoneiros

Alô Paraná

Publicados

em


Começam a valer a partir de hoje (20) as novas regras para o cálculo do frete mínimo de transporte de cargas. As alterações, publicadas publicadas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) na quinta-feira (18), determinam que o cálculo do frete mínimo passará a considerar 11 categorias na metodologia para os diferentes cálculos dos pisos mínimos. Antes, o cálculo não se baseava em categorias. Entre as categorias de cargas estão os transportes de graneis sólidos, líquidos, cargas frigorificadas, cargas conteinerizadas e transportes de cargas perigosas em diferentes modalidades, sólidas e líquidas.

A resolução também amplia os itens levados em consideração para o cálculo. Segundo a norma, o cálculo do piso mínimo de frete levará em consideração o tipo de carga; também serão aplicados dois coeficientes de custo: um envolvendo o custo de deslocamento (CCD) e, outro, de carga e descarga (CC) que levará em consideração o número de eixos carregados. A resolução determina ainda que será levada em consideração a distância percorrida pelo caminhoneiro.

Detalhamento

Outro tema presente na resolução da ANTT é o detalhamento da multa para quem contratar o serviço abaixo do piso mínimo. A pena a ser aplicada é de duas vezes a diferença entre o valor pago e o piso devido, R$ 500 no mínimo, e R$ 10.500 no máximo. Quem ofertar contratação do transporte rodoviário de carga abaixo do piso mínimo pode ser multado em R$ 4.975.

No final de  maio, a agência reguladora já havia anunciado que deixaria de aplicar multa aos caminhoneiros por descumprimento da aplicação da tabela  De acordo com a ANTT, a aplicação de multa aos caminhoneiros que aceitavam fretes abaixo do piso mínimo desmotivava os motoristas a denunciar as empresas que estavam pagando o preço abaixo da tabela. Com a alteração, nenhum caminhoneiro autônomo pode ser multado caso esteja transportando cargas no valor abaixo do piso mínimo de frete estabelecido.

A ANTT informou ainda que vai aprofundar, até janeiro do próximo ano, os estudos para tratamento de cargas especiais (vidros, animais vivos, guincho para reboque de veículos, produtos aquecidos, logística reversa de resíduos sólidos, granéis em silo etc.), tratamento específico de cargas fracionadas e para transporte dedicado voltando vazio. A agência vai analisar ainda o destaque do diesel na fórmula do piso mínimo.

Continue lendo

Brasil

Receita paga hoje restituições do 2º lote do Imposto de Renda

Alô Paraná

Publicados

em


A Receita Federal começa a pagar, nesta segunda-feira (15), o 2º lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2019, e também, as restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018.

Serão depositados R$ 5 bilhões para 3.164.229 contribuintes. Desse total, R$2.362.514.597,42 referem-se a restituição de 15.489 contribuintes idosos acima de 80 anos, 197.895 contribuintes entre 60 e 79 anos, 24.793 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave, e 1.251.906 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Para saber se teve a declaração liberada, é preciso acessar o site da Receita Federal, ou ligar para o Receitafone, no número146.

A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano.

O dinheiro será depositado nas contas informadas na declaração. O contribuinte que não receber a restituição deverá ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para os telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para ter acesso ao pagamento.

Continue lendo

Brasil

BNDES disponibiliza R$ 23 bilhões para Plano Safra 2019/2020

Alô Paraná

Publicados

em


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) disponibiliza, a partir de hoje (10), R$ 23 bilhões para o Plano Safra 2019/2020, sendo R$ 19,6 bilhões para agricultura empresarial e R$ 3,3 bilhões para agricultura familiar.

O total supera em R$ 700 milhões o valor destinado ao setor pelo banco no ano passado, e objetiva o financiamento de investimentos e custeio da produção agropecuária brasileira.

Todas as principais linhas de fomento à agropecuária empresarial tiveram o orçamento ampliado.

Os juros variam entre 0,5% e 4,6% ao ano para a agricultura familiar, e entre 5,25% a 10,5% para a agricultura empresarial.

O BNDES vai operar em parceria com mais de 30 instituições financeiras. Segundo o banco, essa rede facilita o desenvolvimento de uma política pública de apoio ao setor agropecuário, na medida em que descentraliza o acesso aos recursos dos Programas Agropecuários do Governo Federal – Pagf.

Para a linha Moderfrota (Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras), voltada para aquisição de máquinasAgronegoci e equipamentos agrícolas, foram destinados R$ 7,5 bilhões; para o Prodecoop (Programa de Desenvolvimento Cooperativo para Agregação de Valor à Agropecuária), que envolve cooperativas agropecuárias, os recursos somam em torno de R$ 1 bilhão; o Programa ABC, destinado às práticas agrícolas para redução das emissões de gases contará com R$ 746 milhões; e o Inovagro (Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária), que abrange iniciativas inovadoras em agropecuária, terá R$ 750 milhões.

Plano Safra 2018/2019

Mais de R$ 13 bilhões foram aprovados pelo BNDES no Plano Safra 2018/2019, encerrado no último dia 30 de junho, atingindo 35 mil operações.

Para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), o banco aprovou em torno de R$ 3,2 bilhões em mais de 70 mil operações.

A assessoria de imprensa do BNDES observou que graças ao processo de modernização digital iniciado em 2017, 70% das operações de financiamento a produtores rurais já são aprovados em tempo real.

O banco estima que, até o fim do atual ano agrícola, a grande maioria das operações já será digitalizada, o que garantirá maior segurança e agilidade para a concessão dos empréstimos.

Continue lendo

EM ALTA