Conecte-se conosco

Polícia

Após 63 km de fuga e tiros, PRF prende caminhoneiro que dirigia sob efeito de cocaína

Alô Paraná

Publicado:

em

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu em flagrante um motorista de caminhão que dirigia sob efeito de cocaína e quase provocou uma série de acidentes na BR-116, entre Curitiba (PR) e São Paulo (SP).

A prisão ocorreu na tarde de ontem (8), em Campina Grande do Sul, município da região metropolitana de Curitiba.

Por volta de 12h20, uma equipe da PRF fazia ronda pela Rodovia Régis Bittencourt, na pista sentido São Paulo, altura do quilômetro 25, quando percebeu que diversos motoristas apontavam na direção de um caminhão que transitava mais à frente, no mesmo sentido.

O caminhão, modelo Ford Cargo, transitava em zigue-zague e ameaçava os demais caminhões e automóveis. O motorista realizava mudanças de faixa repentinas, forçando os outros veículos a frear ou sair de pista para evitar uma colisão.
Quando a viatura da PRF se aproximou, foi alvo das mesmas manobras, claramente intencionais, por parte do caminhoneiro, que desobedeceu as ordens de parada. Dezesseis quilômetros à frente, ele fez o retorno e seguiu na direção de Curitiba.

Como havia um risco iminente de o caminhoneiro provocar um acidente de grandes proporções, os policiais rodoviários federais efetuaram disparos na direção dos pneus do caminhão. Mesmo com cinco pneus perfurados, o motorista seguiu em fuga, que totalizou exatos 63 quilômetros. Alguns dos pneus se desmancharam por completo, e as rodas se arrastavam no asfalto.

Barreira e abordagem

Com apoio de um helicóptero da PRF e de outros policiais rodoviários federais e equipes da Polícia Militar, foi montada então uma barreira em frente à Unidade Operacional Taquari, no quilômetro 56 da rodovia.

Quando avistou o bloqueio, o caminhoneiro ainda tentou fazer o retorno e acessar a pista contrária, mas acabou por parar sobre o canteiro central.

Ele se recusou a sair da cabine do caminhão e resistiu à prisão de forma agressiva, se debatendo, chutando e tentando agredir os agentes. Foram necessários seis policiais para contê-lo e algemá-lo.

O motorista, de 23 anos de idade e morador de Caxias do Sul (RS), responderá pelos crimes de conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada por substância psicoativa que determine dependência, direção perigosa, desobediência e resistência à prisão.

Aos policiais rodoviários federais, o homem admitiu ser usuário de cocaína há cerca de dois anos. Dentro da cabine, sob uma folha de papel, foi localizada uma pequena quantidade de substância análoga à cocaína.

O homem transportava uma carga de batatas. Ele saiu do Rio Grande do Sul, com destino à São Paulo (SP). Totalmente fora de si, alegou apenas que alguém estaria tentando roubá-lo –provavelmente um efeito do entorpecente.

A PRF encaminhou o preso para a Delegacia da Polícia Civil de Campina Grande do Sul. O caminhão permaneceu retido no pátio da PRF.

Além dos enquadramentos criminais, o motorista ainda foi autuado por sete infrações de trânsito: dirigir sob efeito de substância psicoativa, dirigir ameaçando os demais veículos, deixar de dar passagem à viatura policial, transitar em acostamento, demonstrar manobra perigosa, transitar sobre marcas de canalização e não portar documento obrigatório.

Polícia

Polícia prende homem que se passava por auditor da Receita Federal em Ponta Grossa

Alô Paraná

Publicados

em


A Polícia Civil prendeu um homem de 43 anos, que se identificava como auditor da Receita Federal, nesta terça-feira (15), em Ponta Grossa, na região Central do Estado. O homem estava foragido da Justiça dos estados do Paraná e de São Paulo e foi preso durante cumprimento de um mandado de busca e apreensão em um apartamento localizado no Centro.

As investigações iniciaram após o suspeito fazer visitas em um condomínio de luxo, em Ponta Grossa. No local, o estelionatário comunicava dados falsos, inclusive, o nome e a profissão. O indivíduo passou a negociar uma residência, comprometendo-se a dar um valor de entrada no negócio.

Com o passar dos dias o valor não foi pago, momento em que o foragido foi identificado como suspeito de estelionato e falsificação de documento.

Além disso, foi constatado que o indivíduo possuía contra si quatro mandados de prisão em aberto, sendo dois deles expedidos em Curitiba e dois em Guarulhos (SP).

Conforme as investigações, o suspeito tem pelo menos 11 cadastros de pessoa física falsos e, inclusive, possuía um perfil falso nas redes sociais com foto pessoal de termo e gravata e com o símbolo da receita federal como foto de capa.

Ainda durantes as buscas foram localizados documentos falsos, como portaria de auditor da receita federal, carteiras de identidades, extrato bancário com mais de R$ 1 milhão de saldo.

Continue lendo

Polícia

PRF apreende quase 3 toneladas de maconha no Paraná

Alô Paraná

Publicados

em


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 2.832,7 quilos de maconha em Santa Terezinha de Itaipu, na região oeste do Paraná.

A droga era transportada em um caminhão-tanque com placas do Paraguai. O veículo foi abordado em frente à unidade operacional da PRF, na BR-277.

A droga estava escondida no interior do tanque, que precisou ser cortado por uma equipe do Corpo de Bombeiros, para ter acesso aos fardos.

A apreensão realizada na tarde desse domingo (13) é a segunda maior realizada este ano pela PRF no Paraná. A maior ocorreu em Céu Azul, no último mês de setembro, quando 4,6 toneladas da erva foram encontradas em outro caminhão-tanque.

O motorista preso, um paraguaio de 36 anos, disse inicialmente que iria até Araucária, na Grande Curitiba, para realizar um serviço de manutenção no veículo.

Não satisfeitos com as respostas do motorista, os agentes da PRF resolveram vistoriar o tanque, quando localizaram em seu interior os fardos de maconha.

Em meio à maconha foram encontrados ainda 4,1 quilos de um novo tipo de ecstasy, conhecido como champanhe rosa, uma espécie de anfetamina com efeitos mais potentes que o ecstasy. O champanhe rosa é traficado na forma de cristais.

Todo material foi encaminhou para a Delegacia da Polícia Federal em Foz do Iguaçu. O crime de tráfico de drogas tem pena prevista de cinco a 15 anos de prisão.

Continue lendo

Polícia

PRF encontra 1,5 mil munições pesadas nas malas de casal em ônibus no Paraná

Alô Paraná

Publicados

em


A Polícia Rodoviária Federal apreendeu 1,5 mil projéteis que iam para São Paulo na manhã deste domingo, 13, em Santa Terezinha de Itaipu, de cerca de 23 mil habitantes, na região oeste do Paraná.

Os projéteis eram transportados na bagagem de dois passageiros de um ônibus que saiu de Foz do Iguaçu (PR) com destino à cidade de Ponta Grossa (PR). As informações foram disponibilizadas pela Assessoria de Comunicação da PRF.

Os policiais abordaram o ônibus por volta de 6h30 da manhã na BR-277.

A equipe da PRF desconfiou do casal e decidiu fazer uma fiscalização minuciosa na bagagem de ambos. As munições estavam dentro de uma mochila e de uma bolsa feminina.

No total, foram apreendidos 500 projéteis de calibre 9 milímetros, 500 de calibre .40 e outros 500 de calibre .380.

A PRF encaminhou a ocorrência para a Delegacia da Polícia Civil em Santa Terezinha de Itaipu.

O homem preso tem 20 anos de idade e a mulher, 18 anos. A pena para o crime de tráfico internacional de armas ou munições varia de quatro a oito anos de prisão.

Continue lendo

EM ALTA