Conecte-se conosco

Esporte

Advogado de Najila Trindade deixa o caso Neymar

Alô Paraná

Publicado:

em

O advogado Danilo Garcia de Andrade, representante da modelo Najila Trindade, que acusa o jogador de futebol Neymar de estupro, anunciou na noite de ontem (10) que deixou o caso. Mais cedo ele havia informado à delegada Juliana Lopes Bussacos, que investiga o suposto caso de estupro, que deixaria o caso se Najila não entregasse o celular.

Najila se recusou a entregar o celular na ocasião em que foi à delegacia em São Paulo para prestar depoimento sobre o que teria acontecido no dia 15 de maio deste ano, durante o encontro com o jogador em um quarto de hotel em Paris, na França. Segundo Najila, ao chegar no quarto, Neymar estaria alterado, agressivo e a agrediu. Ele também teria se recusado a ter relações sexuais com preservativo e assim forçado o ato.

Segundo o advogado, outro motivo para que ele tenha desistido de defender a modelo foi o fato de ela ter o acusado de planejar um arrombamento ao seu apartamento e de furtar o tablet no qual alega estar o vídeo completo, de sete minutos, gravado no dia do segundo encontro no quarto de hotel em Paris. Uma parte da gravação, com 66 segundos, já é conhecida. Segundo ela, nesse dia, ela teria atraído o jogador para tentar colher provas do que teria acontecido no dia anterior.

De acordo com o advogado, Najila disse ter feito uma busca do dispositivo para saber a localização do aparelho e o local apontado seria o escritório de Andrade. Ele afirma que a acusação foi feita durante uma reunião entre cliente e advogado.

Além da acusação de estupro, Neymar também está sendo investigado por vazamento de fotos íntimas. Logo após saber que Najila havia registrado Boletim de Ocorrência contra ele, Neymar publicou em uma rede social um vídeo se defendendo das acusações e as conversas que teve com a modelo por meio de um aplicativo de mensagens. A publicação mostrava prints da conversa que continham fotos íntimas de Najila. As fotos e nome foram borrados para dificultar a identificação. A intenção era provar que a relação foi consensual.

Neymar é aguardado na delegacia que investiga o caso para depor. Segundo a defesa do jogador, o depoimento deve ocorrer até o final desta semana. A data exata ainda não foi marcada.

Futebol

Athletico-PR goleia time japonês e fatura título da Copa Levain

Alô Paraná

Publicados

em


O Athletico-PR se sagrou campeão da Copa Levain, antiga Copa Suruga, na manhã desta quarta-feira (noite no horário local), no Japão. A equipe brasileira faturou o troféu ao golear o Shonan Bellmare por 4 a 0, no maior placar da disputa, que está em sua 12ª edição. 

A Copa Levain, definida em apenas um jogo, reúne o campeão da Copa Sul-Americana e o atual vencedor da Copa da Liga Japonesa, em uma parceria entre a Conmebol e a Federação de Futebol do Japão. Se ainda não conta com maior prestígio, o torneio rende ao vencedor o prêmio de US$ 900 mil, equivalente a R$ 3,5 milhões. 

O Athletico-PR embolsou este valor ao fazer boa exibição nesta quarta. Sem maiores problemas, o time comandado pelo técnico Tiago Nunes dominou o primeiro tempo e abriu o placar aos 40 minutos. Wellington cruzou na área e Marcelo Cirino escorou de cabeça para as redes. 

No segundo tempo, a vitória foi encaminhada aos 10 minutos, quando Rony dominou a bola no peito e acertou belo chute. O segundo gol da partida coroou a grande atuação que o jogador vinha fazendo desde o apito inicial. Seis minutos depois, Thonny Anderson também balançou as redes e ampliou a vantagem dos visitantes. 

Por fim, Braian Romero sacramentou a vitória e a goleada ao finalizar na saída do goleiro japonês, aos 38 minutos. Foi o segundo título conquistado pelo Athletico neste ano. Antes, levantara o troféu do Campeonato Paranaense.

Em seu retorno ao Brasil, o time de Tiago Nunes terá pela frente o Botafogo no domingo, no Engenhão, pela 14ª rodada. A equipe de Curitiba está com um jogo a menos na tabela porque não entrou em campo no fim de semana para enfrentar o São Paulo justamente para poder viajar até o Japão – a partida foi remarcada para o dia 21, na Arena da Baixada.

Continue lendo

Esporte

Piloto paranaense morre durante competição de arrancada em SC

Alô Paraná

Publicados

em


Um piloto de Cascavel (PR), de 42 anos, morreu na manhã deste domingo durante o Campeonato Sul Brasileiro de Arrancada realizado no Parque Efapi, em Chapecó (SC). Ivan Possamai Junior não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

De acordo com as informações, Ivan participava da terceira etapa do campeonato promovido pela Federação de Automobilismo de Santa Catarina (Fauesc), conhecido como Arrancadão de Carros.

Na reta final da pista o veículo que era conduzido Ivan não parou, subiu em uma proteção metálica e bateu em um bloco de concreto.

Ivan Possamai Junior deixou dois filhos.

O piloto ficou preso nas ferragens e foi retirado pelos homens do Corpo de Bombeiros já sem vida.  Uma das hipóteses é que tenha faltado freio no carro.

O corpo de Ivan foi levado para o IML (Instituto Médico Legal) de Chapecó e será encaminhado para Cascavel.

Continue lendo

Futebol

Brasil confirma favoritismo e vence Copa América contra o Peru

Alô Paraná

Publicados

em


Deu a lógica do futebol na final entre Brasil e Peru, com a Seleção Canarinho sagrando-se campeã da Copa América, vencendo por 3 x 1. A partida, neste domingo (7), foi emocionante desde os primeiros minutos de jogo, com as seleções brasileira e peruana duelando em pé de igualdade, com superioridades técnica e individual do Brasil recebendo combate com garra e disposição por parte do Peru.

A partida iniciou após um minuto de silêncio em homenagem ao músico João Gilberto, falecido ontem. Logo no início, aos 2 minutos de jogo, o juiz marcou uma falta para o Peru, batida por Cueva com perigo, no canto inferior direito de Alisson, com a bola indo para fora. Aos 5 minutos, um ataque do Peru foi parado com falta em cima de Guerrero. A tática peruana foi partir para cima do Brasil, tentando manter os brasileiros em sua defesa. Mas a estratégia abriu espaço para o Brasil, que foi acertou passes e levou perigo ao goleiro Gallese.

A partir dos 12 minutos, o domínio passou a ser brasileiro, invertendo o jogo e mantendo o Peru em seu campo de defesa e forçando ao erro o time de Ricardo Gareca. Até que aos 14 minutos, um passe de Gabriel Jesus encontrou Everton Cebolinha, que colocou nas redes, sem chances para Gallese.

O gol brasileiro desestabilizou o time peruano, que passou a errar passes e demonstrar nervosismo em campo. Aos 24 minutos, Coutinho recebeu de Firmino e chutou com perigo, com a bola passando próxima à trave. Aos 30, Gabriel Jesus fez falta de ataque e recebeu cartão amarelo. Aos 34, passe de Firmino cabeceou por cima do gol, mas o assistente já havia marcado impedimento.

A partir dos 36, o time peruano conseguiu se reorganizar em campo e passou a atacar o gol de Alisson, mas sem maior perigo. Até que aos 41, a bola toca o braço esquerdo de Thiago Silva dentro da área e o juiz marca pênalti, após conferir o VAR (árbitro de vídeo). Guerrero bateu colocado no canto esquerdo de Alisson, que pulou para o lado errado.

Mas a alegria peruana só durou até os 47 minutos, com gol de Gabriel Jesus recebendo de Arthur e tocando rasteiro no canto direito de Gallese.

Segundo tempo

Logo a 1 minuto da segunda etapa, o Brasil começou atacando e conseguiu um escanteio, sem levar perigo ao gol peruano. Aos 3 minutos, Tapia parou ataque do Brasil fazendo carga contra Coutinho e levando cartão amarelo. Aos 7 minutos, Thiago Silva fez falta sobre Cueva e também levou cartão amarelo. Aos 9 minutos, tabela entre Gabriel Jesus e Firmino levou perigo ao gol peruano, mas não foi aproveitada.

Aos 11, Everton Cebolinha fez vários dribles em cima da zaga peruana e cruzou na cabeça de Firmino, que não aproveitou e jogou para fora. A pressão brasileira continuou, mas não intimidou o Peru, que optou por não se fechar, mesmo sem levar perigo para Alisson.

Aos 22 minutos, Zambrano fez falta violenta em Gabriel Jesus e levou cartão amarelo. Aos 24, Gabriel Jesus fez falta, levou o segundo cartão amarelo e acabou expulso, saindo inconformado de campo, empurrando e quase derrubando a cabine do VAR . A expulsão motivou os peruanos que partiram para cima. Tite tirou Firmino e colocou Richarlison. Em seguida, tirou Coutinho e colocou Éder Militão.

Aos 32, o técnico Gareca tirou Yotún e colocou Ruidiaz. Aos 38, Advincula fez falta forte em cima de Everton Cebolinha, parando o ataque brasileiro. Aos 40, saiu Carrillo para a entrada de Polo. Em seguida, aos 41, Everton Cebolinha foi trombado por Zambrano na grande área e o juiz marcou pênalti, após consultar o VAR. A cobrança coube a Richarlison, que chutou à direita de Gallese, que ainda foi na bola, mas não alcançou, chegando aos 3 x 1, levantando a torcida aos gritos de “É campeão”.

Tite ainda fez mais uma substituição, colocando Allan no lugar de Everton Cebolinha. O Peru ainda tentou uma reação, mas não havia mais tempo, com a partida terminando aos 51 minutos.

Festa e Bolsonaro

A taça foi erguida pelo capitão Daniel Alves, que a recebeu das mãos de Alejandro Domingues, presidente da Conmebol, consagrando a festa brasileira no campo e nas arquibancadas. O presidente Jair Bolsonaro participou da comemoração. Antes, logo no início da partida, ele tomou lugar na tribuna de honra. Bolsonaro estava acompanhado dos ministros da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, da Economia, Paulo Guedes, da Cidadania, Osmar Terra, das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno. O senador Flávio Bolsonaro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, também estavam presentes.

Antes da partida

Para a festa de encerramento, o campo foi coberto com uma lona colorida e um palco com o formato da América do Sul foi montado no centro do estádio. A cantora Anitta se apresentou e cantou ao lado do porto-riquenho Pedro Capó. Ao final do show, ela homenageou o cantor e compositor João Gilberto, chamando-o de mestre. 

Escalação

O Brasil jogou com: Alisson, Dani Alves, Marquinhos, Thiago Silva, Alex Sandro, Arthur, Casemiro, Philippe Coutinho (Éder Militão), Gabriel Jesus, Roberto Firmino (Richarlison) e Everton (Allan).

O Peru jogou com: Pedro Gallese, Luis Advíncula, Carlos Zambrano, Luis Abram, Miguel Trauco, Renato Tapia (Gonzales), Yoshimar Yotún (Ruidiaz), André Carrillo (Polo), Christian Cueva, Edison Flores e Paolo Guerrero.

Continue lendo

EM ALTA